Operação Férias – Alta de Lisboa Segura

2007-07-24-10-54-12.jpg

A Polícia de Segurança Pública  organizou uma acção informativa na Alta de Lisboa sobre os procedimentos de segurança a ter em época de férias. 20 crianças fardadas a rigor distribuiram um folheto informativo com muita informação útil que  divulgaremos num próximo post. Os miúdos  estavam muito entusiasmados e a receptividade por parte da população foi enorme. Parabéns à PSP por esta iniciativa!

A ARAL , a Junta de Freguesia do Lumiar, a Junta de Freguesia da Charneca, a SGAL e o Grupo Desportivo Águias da Musgueira apoiaram a iniciativa.

6ª Divisão da PSP na Alta de Lisboa

Uma boa notícia só hoje foi confirmada, o Comando Metropolitano da PSP de Lisboa vai ter uma nova Divisão na Alta de Lisboa. Havia ainda dúvidas se as novas instalações seriam para uma esquadra ou para uma Divisão, o Ministério da Administração Interna confirmou que será mesmo uma nova divisão. Esperamos agora saber qual será o futuro do posto da PSP do Bairro da Cruz Vermelha, por ser uma zona bastante problemática, o posto deverá ser manter-se, mesmo que seja só como posto de atendimento.

Via: Correio da Manhã

Arranca 1ª Fase do Banco Informativo de Serviços -BIS

webprocura.jpg

Começou ontem a 1ª fase do BIS, o apoio por parte do comercio local foi grande e até agora não houve uma recusa de fixação dos cartazes. Os lojistas receberam informação sobre o projecto e ficaram com as fichas de inscrição para dar aos interessados. Para oferecer os seus serviços terá que preencher a ficha de inscrição (webbisinsc.jpg) e entregar na K’ Cidade ou na Associação de Moradores do Bairro da Cruz Vermelha do Lumiar.


Judo Na Alta de Lisboa

mestrejoao.jpg

“Trata-se de uma iniciativa conjunta da Associação de Residentes do Alto do Lumiar (ARAL) e do Judo Clube de Lisboa (JCL) com o apoio do K’CIDADE. Através de um Projecto de Inovação Comunitária, pretende-se disponibilizar esta arte marcial no território. Até à data, alguns dos resultados atingidos foram: a realização de um total de 10 demonstrações de Judo realizadas nas escolas do 1.º e 2.º Ciclos do Ensino Básico, incluindo Jardins de Infância, e que contaram com a participação de cerca de 200 crianças e 30 pais; uma reunião com a Associação de Pais da EB1 N.º 34 com presença de 35 pais, e 75 “fichas de pré-inscrição” . Estão lançadas as sementes para o florescimento deste projecto!

O projecto iniciou-se em Maio e teve como um dos primeiros passos a procura de espaços. Na falta de espaços privados adequados à prática da modalidade na Alta de Lisboa, surgiu a ideia de desenvolvê-lo nas Escolas, uma vez que o JCL tem vasta experiência de formação em Escolas.

Por outro lado, as escolas são um contexto privilegiado para trabalhar o “código ético” que o Judo promove que inclui, entre outros, os princípios da “amizade” e do “respeito pelo outro”; desenvolve a “disciplina” e o “sentido da regra”, a “concentração” e o contacto físico e humano. É ainda uma actividade que desenvolve a defesa pessoal e não o ataque. Em conjunto, as três entidades, documentadas sobre o sucesso de experiências congéneres internacionais e com as Recomendações da UNESCO, resumiram e apresentaram às Escolas e Agrupamentos Pintor Almada Negreiros e Alto do Lumiar as virtualidades e objectivos do projecto: o Judo, no tempo, favorece a diminuição do bullying entre crianças/alunos; melhora a aprendizagem escolar e o desenvolvimento pessoal e social da criança e contribui para a fixação do aluno à escola.

Os mestres de Judo, para além do tempo das aulas do judo, desenvolverão uma relação de proximidade com a comunidade educativa e escolar na procura de promover a consolidação dos ensinamentos éticos e do relacionamento humano básico entre as crianças/alunos. Os professores dos dois Agrupamentos, juntamente com o K’CIDADE, desenvolverão uma grelha comum de monitorização e de auto e heteroavaliação do projecto.

Por um lado, para aferir o desenvolvimento do comportamento e das aprendizagens das crianças/alunos envolvidos no projecto. Por outro lado, pretende-se que esta experiência tenha um efeito demonstrativo, tanto para os agentes educativos como para aqueles que venham a apoiar financeira e socialmente este projecto.

Os alunos, no âmbito deste projecto, serão incentivados a participar, por um lado, em campanhas empreendedoras e de solidariedade, contribuindo para a sua sustentabilidade social e financeira e, por outro lado, em torneios de judo. As duas iniciativas pretendem melhorar as relações comunitárias e a saída do território das crianças, dos pais, professores, mestres e técnicos.

Por fim, este projecto pretende ter ainda uma forte componente ao nível da comunicação com a comunidade escolar e população da Alta de Lisboa, procurando dar visibilidade local às Escolas, às componentes ética e solidária do judo e do projecto, criando para o efeito campanhas de apoio e sustentabilidade da modalidade no território.

Os próximos passos são: a formalização da relação a estabelecer entre os vários intervenientes no projecto e, em simultâneo, a procura dos apoios sociais e financeiros para concretizá-lo; a definição e elaboração com professores dos dois Agrupamentos de Escolas da grelha de demonstração de resultados e, no início do próximo ano lectivo, a recepção de inscrições e o início das aulas do Judo em Outubro de 2007.”

Texto e Fotografias:K’Cidade