Queremos Compromissos: Estação de CTT na Alta

A Alta de Lisboa conta actualmente com cerca de 25 000 habitantes – um dos maiores bairros de Lisboa – no entanto continua sem uma estação de correios.
A instalação deste serviço é imprescindível para os residentes na Alta de Lisboa, mas também para as empresas e comércio já instalados e ainda para quem aqui trabalha diariamente.
De referir ainda que a Alta de Lisboa conta já com um elevado número de pessoas idosas que habitavam anteriormente nesta zona e para as quais este serviço é também muito importante.
Muitos podem considerar um contra-senso uma estação dos CTT numa época de comunicações on-line mas já todos fomos confrontados com a necessidade de termos de nos deslocar a uma estação de correios para realizar uma qualquer operação, por necessidade ou por imposição de um qualquer organismo público ou privado.
Por tudo isto, a Associação de Residentes do Alto do Lumiar apela à administração dos CTT para que instale uma estação de correios na ALTA.

“Queremos Compromissos” é uma iniciativa conjunta da Associação de Residentes do Alto do Lumiar, Associação de Moradores do Bairro da Cruz Vermelha, Associação de Moradores das Calvanas e do Viver na Alta de Lisboa.

Vizinhos – Sábado às 18:00 no Cinema Londres

vizinhos

Sinopse
O Bairro da Musgueira nasceu nos anos 60 num antigo olival, para os lados do Lumiar, em Lisboa. Nasceu na lama, sem água, luz ou esgotos, e foi feito à mão pelos desalojados da ponte Salazar, do aeroporto da Portela, das cheias de 67, e de outros locais errados onde deixou de ser possível viver. Era um bairro provisório, mas o tempo foi passando e os habitantes da Musgueira foram melhorando as casas de madeira e chapa de zinco até muitas se tornarem de pedra e cal.

Nos anos 90, disseram-lhes que tinham de sair dali. Deixariam de morar em casas térreas para passar a viver em prédios de oito andares. De repente, a população da Musgueira viu o bairro desaparecer à frente das retroescavadoras. Era a “nova cidade” que aí chegava. Era a aposta na integração social, misturando casas de realojamento e apartamentos para classe média/alta. A velha Musgueira deu lugar à Alta de Lisboa.

Foram mudanças radicais na vida de todos. À saudade da vida de rua que perderam, juntou-se toda uma nova gama de dificuldades. Entretanto vão chegando novos moradores, vizinhos improváveis, que partilham as mesmas ruas. Mas será que morar no mesmo bairro faz destas pessoas verdadeiros vizinhos?

AVAAL – Associação de Valorização Ambiental da Alta de Lisboa

4009148683_5a454bb5a0_o

No dia 25 de Setembro nasceu a Associação de Valorização Ambiental da Alta de Lisboa, a AVAAL, esta “Associação resulta do movimento de constituição do parque agrícola da Alta de Lisboa, onde se inclui a horta urbana. Mas não se fica por aqui e tem já outras actividades “na calha”, de acordo com seus estatutos:

  • a) conservação da natureza, defesa e valorização ambiental e do património construído;
  • b) criação, gestão e manutenção de espaços e infra-estruturas verdes urbanas;
  • c) formação ambiental, desenvolvimento local e mercado social de emprego;
  • d) ecologia cívica, participação pública e educação ambiental.

A apresentação da AVVALvai ser no próximo domingo, dia 18 de Outubro, às 15 horas, no k´Cidade – Rua Luís Piçarra, nº 6A. Estão todos convidados

Queremos Compromissos

efectivospsp
Fotografia: Tiago Figueiredo

Muitas questões, poucas respostas, pouca informação e muitos atrasos. Por essa razão a ARAL, a Associação de Moradores do Bairro da Cruz Vermelha, o Movimento Cívico Viver na Alta de Lisboa e Associação de Moradores de Calvanas iniciaram a campanha “Queremos Compromissos” que pretende alertar ou identificar os problemas mais graves ou urgentes do nosso território.

Não nos conformamos com promessas ou com boas vontades inconsequentes, pedimos por isso compromissos, pedimos calendarizações sérias sobre a conclusão das obras da Av. Santos e Castro e respectivas ligações a Norte e a Sul, pedimos que reavaliem a opção tomada para a Porta Sul e tomem em consideração os custos para os moradores que durante largos anos vão ter de conviver com ligações provisórias e seguramente precárias ao resto da cidade.

Queremos igualmente compromissos quando ao complexo de piscinas, o pavilhão polidesportivo e o centro cultural e multi-usos, são todas infra-estruturas, que por esta altura, já deveriam estar em fase de construção. Na mesma situação estão o Quartel de Bombeiros ou o posto de limpeza previsto para o Alto do Lumiar. Pedimos também que se tome atenção aos acessos ao bairro da Cruz vermelha, que seja corrigida a saída na Av. Carlos Paredes e aberta a via, já concluída, junto à malha 14 que faz ligação com o Lumiar.

Continuamos sem saber qual a posição da Câmara Municipal em relação ao Plano de Expansão do Metropoliano de Lisboa, que na sua última versão não passa pela Alta de Lisboa. Que projecto de ciclovias está previsto para o nosso bairro?

Temos um novo executivo na Câmara Municipal de Lisboa que esperamos, represente um novo ciclo de mudança, de abertura, de diálogo mas principalmente de concretização, estamos prontos ajudar a encontrar as melhores soluções para o nosso território, no fundo, nos moradores, conhecemo-lo melhor que ninguém.

Dádiva de Sangue

Seja Heroi por uma Vida

“Num esforço conjunto entre a Administração do Condomínio Jardins S. Bartolomeu (JSB) e o Instituto Português do Sangue (IPS), irá decorrer a Iniciativa para Dádiva de Sangue nas instalações dos JSB no próximo dia 24 de Outubro (Sábado), das 10 h às 12h30.

Pretende-se, para além do convívio saudável entre vizinhos, salientar a importância de pequenos gestos no âmbito da Responsabilidade Social.

O espaço de eleição será a sala de condomínio, a qual já foi inspeccionada e validada pelos técnicos do IPS, assim como os respectivos acessos. De forma a ser exequível esta actividade, será necessário garantir um quorum mínimo de 25 participantes dadores, pelo que se agradece o envio de um email para administracao@viverjsb.com a confirmar a sua participação.

Para saber mais sobre Dádiva de Sangue, consulte por favor o site http://www.ipsangue.org.

Para que seja o sangue à espera do doente e não o contrário.”

Endereço: Av. Nuno Krus Abecassis
(perto do Parque Oeste)

Associações de Moradores apresentam problemas a António Costa

A convite da candidatura “Unir Lisboa”, a ARAL esteve presente num almoço com Associações e Comissões de Moradores da cidade de Lisboa.

Tratou-se de uma oportunidade para partilhar com esta candidatura e outras associações o trabalho que ARAL tem vindo a desenvolver e confrontar os candidatos com os problemas com que nos debatemos no Bairro.

Lumiar – Jornadas Históricas

A convite do Presidente da Junta de Freguesia do Lumiar, a ARAL esteve presente nas 6ªs Jornadas Histórico-Culturais da Freguesia do Lumiar, realizadas no passado dia 3 de Outubro na Biblioteca Orlando Ribeiro em Telheiras.

As Jornadas históricas deste ano abordaram temas tão diversos como: O Lumiar e as Hortas, o Lumiar e os azulejos, o Lumiar no seculo XVIII, Maria Helena Vieira da Silva – Uma Pintora célebre numa rua do Lumiar, entre outros.