Paris (re)imaginada

paris3

As nossas cidades, com os seus bairros, jardins, equipamentos, ruas, etc merecem ser pensadas …imaginadas! Vividas!

 

Aqui fica uma iniciativa interessante do presidente francês para cidade de Paris. Concorde-se ou não com os projectos apresentados o que importa é reflectir a cidade e deste modo contribuir para um maior envolvimento dos seus cidadãos. Só desse modo a criatividade, a inovação, a inclusão, o desenvolvimento podem ser metas a atingir.

 

Nos projectos apresentados surgem diferentes visões de Paris: associada ao verde, à natureza, à agua, aos transportes, à mobilidade….

Talvez alguém lance um desafio idêntico para a cidade de Lisboa!

Apague a Luz contra o aquecimento global

anuncio-imprensa

Conhecida mundialmente como “Earth Hour”, a “Hora do Planeta” será promovida em Portugal pela 1ª vez e conta com a adesão de várias organizações nomeadamente a Câmara Municipal de Lisboa, Visão, SIC, Ogilvy, etc .

No mundo, mais de 170 cidades de 62 países já confirmaram a sua participação. A “Hora do Planeta” decorre amanhã, 28 de Março, das 20h30 às 21h30, e pretende ter mais de mil cidades e mil milhões de pessoas em todo o mundo, todas a apagar as luzes durante uma hora.

Este movimento acontece desde 2007, quando contou com a participação de mais de 2 milhões de moradores de Sidney, na Austrália.

Em 2008, o movimento teve a adesão de 100 milhões de pessoas, em 400 cidades de 35 países. Simultaneamente apagaram-se as luzes do Coliseu, em Roma, da ponte Golden Gate, em São Francisco e da Opera House, em Sidney, entre outros ícones mundiais.

Às 20:30 do dia 28 de Março de 2009 apague as luzes e veja a diferença que pode fazer!

Policiamento

É leviano quando o policiamento e a segurança são armas de arremesso político.

Há anos que todos nós pedimos atenção sobre este tema aqui no Alto do Lumiar.

Há anos que se diz que é um dos pontos fulcrais para o sucesso deste projecto.

Há anos que nos prometeram uma super-esquadra.

Hoje temos uma divisão de trânsito o que será amanhã?

Pensemos positivo e que o policiamento de proximidade chegue de uma vez por toda ao nosso Alto do Lumiar pois até estamos em época de eleições.

Projectos que fazem a diferença

No blog Alto do Lumiar deram início a uma iniciativa que julgamos relevante.

A iniciativa a que designaram “Projectos que fazem a diferença”, e que passamos a reproduzir, procura trazer até aos residentes da Alta de Lisboa um pouco mais de informação sobre os muitos projectos que são desenvolvidos por inúmeras entidades da Alta de Lisboa e que transformam esta numa das zonas mais dinâmicas da cidade. Infelizmente estes projectos nem sempre têm a visibilidade desejada acabando por serem do conhecimento dos promotores e destinatários dos mesmos.

A Alta de Lisboa fervilha com projectos. A grande maioria é do desconhecimento dos seus residentes. Vale a pena trazer até vós alguns deles porque a Alta de Lisboa não é só o (um) Projecto Urbanístico. A Alta de Lisboa são as suas pessoas, os seus residentes.

O projecto «AMBCVL em Movimento» tem como ponto de partida a necessidade manifestada pelos associados da AMBCVL (Associação de Moradores do Bairro da Cruz Vermelha do Lumiar) da implementação de projectos de índole social, uma vez que as actividades desenvolvidas pela Associação têm sido maioritariamente de cariz desportivo.

Neste sentido e dada a existência de um número considerável de população idosa no Bairro a AMBCVL propôs-se criar um Espaço de Convívio, a funcionar inicialmente nas instalações da própria Associação. Este espaço possibilitará aos idosos passar parte do dia de maneira agradável e com várias actividades de interacção e de lazer.

Simultaneamente este projecto articulasse com outros projectos, nos quais a AMBCVL é parceira, designadamente o projecto «Emprega o Futuro» (Programa Escolhas) e o «BIS» (Banco Informativo de Serviços), com vista ao desenvolvimento de acções.

Para a concretização dos respectivos objectivos este projecto apresenta como parceiros as seguintes entidades: ISU, K´Cidade/Fundação Aga Khan, Centro Social da Musgueira, ARAL e a Gebalis (entidade financiadora do projecto).

2º Concurso de Fotografia

cartaz_concurso_fotografia_memoriascomvida_a3

Estãos abertas as inscrições para o II Concurso de Fotografia promovido pelo projecto de recolha de memórias da Alta de Lisboa, uma iniciativa do Grupo Comunitário da Alta de Lisboa e organizada pela ARAL – Associação de Residentes do Alto do Lumiar e Programa K’CIDADE.

O tema do concurso deste ano, “A Vida nas Ruas da Alta de Lisboa”, tem o objectivo de captar trabalhos que expressem e caracterizem o sentimento e o ponto de vista dos concorrentes, residentes ou não nesta parte da cidade, sobre as manifestações de vida que podem registar-se no quotidiano dos espaços públicos, verdes, privados e comunitários da Alta de Lisboa.

Todos os interessados podem consultar o Regulamento do Concurso e inscrever os seus trabalhos até ao dia 15 de Abril de 2009 no Programa K’CIDADE, na R. Luís Piçarra, n.ºs 6 e 12A, ao Condomínio da Torre.

ARAL no Conselho Geral Transitório do Agrupamneto de Escolas

A ARAL foi uma das instituições da comunidade local convidadas a participar no Conselho Geral Transitório do Agrupamento de Escolas D. José I.

Este Conselho Geral Transitório, estabelecido pelo novo regime de autonomia, administração e gestão das escolas, tem como funções, entre outras, elaborar o regulamento interno, elaborar a proposta de projecto educativo e a escolha do director da escola ou agrupamento.

Trata-se de uma actividade que desempenhamos com respeito e responsabilidade tendo em atenção a nossa filosofia de envolvimento na comunidade e na defesa de uma escola pública mais aberta.