Parques infantis da Alameda da Música

Não se entende e não se pode aceitar o estado de “limbo” que tem caracterizado os dois parques infantis da Alameda da Música.

Sabemos que a SGAL assume que fez a entrega dos parques infantis e sabemos igualmente que a CML assume que não os recepcionou. Ficou zona franca, “terra de ninguém”. Sabemos ainda que o IDP – Instituto do Desporto de Portugal, I.P., quando tinha essa competência, chumbou estes mesmos parques. Sabemos que são perigosos. Sabemos que estão mal tratados.

Sabemos que estes “parques” estão nesta situação de total abandono há mais de 5 anos!

Na ARAL, solicitamos às autoridades que revejam todo este processo; que verifiquem as necessidades dos diferentes grupos etários, nomeadamente infantil e juvenil; que desenhem os equipamentos de forma apropriada; que verifiquem a legitimidade de encostar este tipo de equipamento aos condomínios; que mantenham um serviço de manutenção apropriado; que mantenham serviços de acompanhamento social na área de implantação destes equipamentos.

E solicitamos que não se adie mais 5 anos. Que não se adie mais um mês. Que não se adie mais uma hora.