Rugby – Inscrições abertas

Os treinos do Rugby arrancam hoje!

Os treinos iniciam-se hoje no Complexo Desportivo do Alto do Lumiar para os atletas sub-12 aos sub-18 das 18h às 19h!!

Os atletas sub-8 e sub-10 iniciam na quarta-feira das 17h às 18h!

Venham treinar connosco!!!

 

rugby

ARAL presente na Assembleia de Freguesia do Lumiar

A ARAL esteve presente na 9.ª Reunião (ordinária) da Assembleia de Freguesia do Lumiar do quadriénio 2013-2017 que se realizou no passado dia 16 de Setembro e, durante o período de intervenções reservado ao público, apresentou uma série de questões e problemas relativamente à zona da Alta de Lisboa.

  • Passadeira e sinalização vertical na EB23 Alto do Lumiar (antiga D. José I)

A ARAL alertou para a falta de uma placa de sinalização “ESCOLA”, no sentido descendente da Av. Carlos Paredes e uma placa pequena e pouco visível no sentido contrário. Foi sugerido por parte da ARAL a colocação de sinalização idêntica à usada no Colégio São João de Brito, sinais amarelos, com maior dimensão com indicação de velocidade 40 km/h.

O Sr. Presidente da Junta tomou nota do assunto e assinalou a necessidade de encontrar, com a urgência devida, uma solução para controlar a velocidade excessiva com que se circula em frente à escola, visto que os redutores de velocidade actuais não são adequados.

  • Blocos de Fibrocimento nos blocos PER da Rua Luís Piçarra, Rua Tomás del Negro, Alameda da Música e Rua José Cardoso Pires

Embora sendo da responsabilidade da GEBALIS, a ARAL alertou e pediu a intervenção da Junta para interceder junto da referida empresa, de modo a resolver o problema das placas de fibrocimento destruídas que revestem as fachadas dos referidos edifícios. Foi feito um alerta de que o estado das fachadas representam não só um elevado perigo, mas são um factor de segregação entre a população de venda livre e PER.

O Sr. Presidente anunciou que lhe foi comunicado que a GEBALIS irá proceder à resolução do problema, num curto espaço de tempo (sem referir qual).

  • Limpeza nas Ruas do Bairro da Cruz Vermelha e Alameda da Música

A ARAL referiu que impacto da transferência dos serviços de limpeza da C.M.L para a Freguesia do Lumiar não se fez sentir tão negativamente como aconteceu noutras freguesias da cidade, mas de todas as formas, assinalámos que a frequência das limpezas em determinadas zonas do Bairro da Cruz Vermelha não era a mesma que noutras zonas da Alta de Lisboa, o mesmo se passando em relação à Alameda da Música.

O Sr. Presidente da Junta não faz referência ao Bairro da Cruz Vermelha, mas quanto à Alameda da Música, disse que é um problema que não tem exclusivamente a ver com a divisão de limpeza, mas igualmente com os espaços verdes. Disse ainda que iria reunir brevemente com a AVAAL, para que essa associação tratasse da manutenção da referida Alameda.

  • Posição do Executivo da Junta de Freguesia em relação à construção dos Campos de Rugby no Parque Urbano Sul

Face à posição da C.M.L. de fazer, sistematicamente, o que bem entende dos projectos vencedores dos orçamentos participativos (desvirtuando-os e usando-os de acordo com os seu interesses), questionámos a Junta se partilhava da posição da C.M.L. sobre os campos de Rugby na Alta de Lisboa , vencedores do Orçamento participativo Edição 2010/12 .

O Sr. Presidente da Junta, tal como a ARAL, não tem dúvidas quando ao local votado no Orçamento Participativo (Parque Urbano Sul na Alta de Lisboa) e mais disse, que os custo relacionados com os problemas de drenagem, evocados pela C.M.L. para a deslocalização do Campo de Rugby , não são justificados.

  • Segurança – Policiamento apeado por parte da PSP

A ARAL referiu que o Policiamento apeado feito pela PSP, que existiu durante 2 anos, tinha acabado na Alta de Lisboa.

O Sr. Presidente da Junta confirmou que, com o encerramento da Esquadra 44, houve necessidade de proceder ao reordenamento das zonas de patrulhamento no território. Neste momento, a Zona da Quinta do Lambert/Parque Europa é patrulhada pela Esquadra 19 de Telheiras, e o território da 41ª Esquadra (Cruz Vermelha) tinha sido alargado, sem haver aumento de efectivos

 

No final, a ARAL agradeceu o apoio da Junta de Freguesia do Lumiar ao Campo de Férias, que realizámos durante o mês de Agosto e que contou com 80 crianças.

A primeira internacionalização da secção de Rugby

É já no próximo fim-de-semana que a secção de Rugby da ARAL – Associação de Residentes do Alto do Lumiar vai fazer a sua primeira internacionalização, um momento histórico para o nosso clube.

Desde 2009 que o território do Alto do Lumiar tem acesso a uma nova modalidade, o Rugby chega às crianças e jovens da zona como forma de fomentar a integração e hábitos de vida saudáveis. Em 2010 os voluntários colaboradores do projecto sentiram a necessidade de ir mais além e criaram uma Sala de Apoio ao Estudo para os jogadores, nesta sala é dada importância a competências sociais, escolares, afectivas e desportivas.

É com muito orgulho que, depois de tantas batalhas e obstáculos, apresentamos a nossa primeira internacionalização.

A equipa Sub-14 da secção de Rugby participará no Braga Youth Rugby Cup 2013 dias 20 e 21 de Abril. Neste torneio participarão equipas vindas de Portugal, Espanha e França. É importante frisar que a nossa equipa Sub-14 iniciou esta época desportiva a participação em provas oficiais da Associação de Rugby do Sul e Federação Portuguesa de Rugby.

Boa sorte (m)Alta!

CLIP – Recursos e Desenvolvimento já foi inaugurado!

No passado dia 6 de Novembro, o CLIP foi oficialmente inaugurado, na presença de cerca de 70 pessoas, fazendo-se representar várias empresas, organizações da sociedade civil e entidades públicas com intervenção na Alta de Lisboa ou que já participaram em actividades desenvolvidas pelo CLIP durante o ano de 2012. Aqui pode ver mais informação acerca do CLIP – Recursos e Desenvolvimento.

A inauguração foi breve e descontraída, tendo sido animada por um diálogo entre um representante de uma organização da sociedade civil (Jorge Cancela da AVAAL), um representante de uma associação de empresas (Sebastião Gaiolas do GRACE) e um representante de uma entidade pública (Arq. Cristina Coelho da CML/UIT Norte), todos eles envolvidos no projecto do CLIP, mostrando desta forma a importância e os benefícios da participação de cada uma destas entidades no CLIP.

Em forma de síntese e de incentivo à ação, falou-se sobre a importância da participação e da sociedade civil na construção de novas formas de trabalhar o desenvolvimento local, na voz da Prof. Isabel Vieira da Universidade Católica Portuguesa.

Houve ainda tempo para visitar a exposição do trabalho desenvolvido ate então, bem como provar algumas das especialidades da mesa do buffet que era composta por iguarias feitas por vários parceiros locais, nomeadamente duas moradoras da Alta de Lisboa – Doces da Mena e Irene.Come.

Este dia marca assim o passo de um projeto que nasce da partilha para vir a ser partilhado!

Estacionamento de bicicletas

No âmbito do seu projecto Bike Sharing, A ARAL pediu a instalação de um estacionamento de bicicletas, junto à sua sede e propôs ainda uma série de locais onde faria sentido a instalação destes equipamentos. Aqui fica o pedido:

Exmo. Senhor Vereador José Sá Fernandes,
 
A ARAL – Associação de Residentes do Alto do Lumiar está a desenvolver um projecto de Bike Sharing, disponibilizando bicicletas para uso partilhado de sócios e moradores, o que permitirá facilitar deslocações entre os vários bairros que a Alta de Lisboa abrange e para outras zonas da cidade de Lisboa.
 
Neste sentido, e tendo conhecimento de que a CML pretende apostar nesta forma de mobilidade, gostaríamos de solicitar a V. Exa. apoio para a instalação de um posto de estacionamento de bicicletas junto à nossa sede na Rua Luís Piçarra, que nos facilitaria o funcionamento do projecto de Bike Sharing em segurança e permitiria incentivar os moradores à utilização da bicicleta para as suas deslocações, transmitindo assim a estes a mensagem de que a utilização deste meio é bem vinda e desejável.
 
Caso a nossa proposta seja aceite deixamos um anexo com imagem e características do tipo de suporte considerado mais adequado, pela Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta, e uma foto do local onde desejávamos que fosse instalado.
 
Sugerimos ainda a instalação, nesta fase, de postos de estacionamento junto das seguintes instituições ou nos seguintes locais: Escola Pintor Almada Negreiros, Escola D. José 1, Escola 34, Escola 91 e Complexos Desportivo do Alto do Lumiar, Pista Atletismo Prof. Moniz Pereira, saídas das estações de metro da Ameixoeira, Quinta das Conchas e Lumiar.
 
Estamos disponíveis para qualquer esclarecimento adicional e agradecemos desde já a atenção disponibilizada.
 
 
Com os melhores cumprimentos,
José Almeida

 

6ª Sessão Pública do GCAL – 5 de Julho de 2012

O Grupo Comunitário da Alta de Lisboa (GCAL) vai realizar a sua 6ª Sessão Pública que se realiza no dia 5 de Julho de 2012 no Colégio S. João de Brito – Estrada da Torre nº 28 – Lumiar (LISBOA) – das 9 às 13 h

Este evento, que se realiza pelo 6º ano consecutivo, pretende dar a conhecer o dinamismo local (da comunidade e das instituições) e o seu trabalho em rede. Contamos também com alguns convidados externos que nos ajudarão a fazer uma reflexão sobre formas de intervir e integrar as diferentes gerações. A participação é livre sujeita a inscrição.

Mudar de Vida

Partilho com todos este artigo da jornalista Maria João Lopes, publicado hoje no Público, que julgo ser do nosso interesse pela temática. Em especial porque aborda temas que todos nós na ARAL, no GCAL e em tantas organizações e encontros locais debatemos e para os quais procuramos e implementamos soluções.

Resumo:

(…)

Passar mais tempo em casa, conhecer melhor os vizinhos

À força de consumirmos menos e pouparmos mais, vamos reduzir as idas ao restaurante e a outros espaços de lazer, e estar mais tempo em casa. Uma das consequências será o aumento das refeições caseiras, até para levar também comida para o trabalho. O escritor Mário Zambujal acredita que as pessoas vão “visitar-se mais”: “Vão juntar-se nas casas umas das outras para uma festinha.”

Os encontros familiares serão mais frequentes e, em alguns casos, diferentes gerações poderão viver juntas: “É possível que deixe de ser viável que as pessoas da classe média tenham familiares em instituições privadas, que são caras. E que os familiares mais idosos fiquem mais tempo junto das famílias, que voltam a ser alargadas”, avança o sociólogo e professor da Universidade de Coimbra, Elísio Estanque.

Maria Filomena Mendes, presidente da Associação Portuguesa de Demografia, também acredita que tal poderá acontecer, sobretudo “nas famílias com baixos recursos”: “Haverá um retorno dos avós ao lar. Com o desemprego, as pensões dos idosos acabam por ajudar na gestão do orçamento.” Estanque também sustenta que poderão surgir relações de proximidade entre vizinhos: “Se as pessoas passarem a estar mais na sua zona, têm mais probabilidade de se encontrarem com as que residem ao lado, e que muitas vezes nem sabem quem são”. E, cada vez mais, a casa será o escritório: “Trabalhar em casa de pijama é algo que já está a acontecer”, diz Zambujal.

Maior vivência comunitária, tertúlias e associativismo

Não será só a preferência pelos transportes públicos que poderá aumentar, mas também uma utilização partilhada do carro: “Os vizinhos que vivem na periferia irão organizar-se mais colectivamente [para se deslocarem]”, diz Elísio Estanque.

Maria Filomena Mendes realça também o recurso à bicicleta ou a andar a pé, até porque muita gente abandonará os ginásios. Nas palavras de Pedro Moura Ferreira, sociólogo do Instituto de Ciências Sociais, “a grande mudança passará pela filosofia do menos em quase todas as esferas da nossa vida”.

O presidente da Cáritas Diocesana do Porto, Barros Marques, acredita que estes comportamentos fomentarão “um estilo de vida mais comunitário e menos individualista: “Vamos criar laços de alguma economia doméstica, familiar, fazer reuniões com amigos”, partilhando comida. “E regressarão as grandes tertúlias e o associativismo, como espaços de debate, de troca de impressões, de esclarecimento, nos quais as pessoas sintam que estão a remar juntas.”
(…) in Público

Há muitas Memórias com Vida para partilhar na Alta de Lisboa

Todos os dias ouvimos histórias antigas através dos mais velhos, como era festejada a passagem de ano no seu antigo bairro, como era passado o Natal e outras épocas festivas. Ouvimos frequentemente “Lá no meu bairro fazíamos…. “ e você o que fazia no seu antigo bairro? Quantas vezes já contou as suas histórias mais especiais passadas no bairro aos seus vizinhos, filhos ou netos?

São estas histórias recordadas pelos moradores que fazem parte daquilo que hoje são as pessoas do bairro e a comunidade em que vivem. Fazem parte da história passada, mas influenciam aquilo que é vivido hoje. É importante partilharmos estas histórias tão ricas, para que elas não se percam e passem de geração em geração.

Não queremos que a história se perca, mas queremos sim, criar um fio do tempo rico em recordações e factos que construíram e continuam a construir, dia-a-dia, a nossa história e a de todos aqueles com quem vivemos. É esta noção de partilha que faz crescer um verdadeiro sentimento de pertença ao bairro.

O site Memórias com Vida tem vindo a reunir estas histórias e registos fotográficos. Podem visitá-lo em http://www.memoriascomvida.org. Mas queremos mais, mais fotografias, mais histórias, mais partilhas de datas importantes, aniversários, figuras carismáticas…

Envie-nos essas recordações, partilhe as mesmas connosco através do email memoriascomvida@gmail.com, ou na sede da Associação de Residentes do Alto do Lumiar, na Rua Luís Piçarra 5A-B.

Estamos ansiosos por saber que histórias têm para nos contar!

Almoço de Angariação de Fundos – Rugby da Alta de Lisboa

 
Caros Amigos e Voluntários,
 

Estamos a organizar o primeiro almoço de angariação de fundos para o nosso projecto da Escolinha de Rugby da Alta de Lisboa.

O nosso almoço será no próximo dia 8 de Dezembro pelas 12h30 no Colégio Planalto, espaço gentilmente cedido pela sua direcção.

O custo do almoço para os pais/adultos é de 10 euros sem donativo e 20 euros ou mais como donativo. Para todas as crianças o custo é de 6 euros.

Em nome dos jogadores do Rugby da (m)Alta vimos solicitar o seu apoio!

Inscrições através do e-mail: altarugby@gmail.com
ou através dos números: 960154631 ou 916293727

Noticias sobre a Escolinha pode sempre ler no nosso blogue:
http://altarugby.blogspot.com/

Desde já o nosso obrigado.

 

FEIRA DE ARTESANATO – 26 de Novembro 2011

No próximo dia 26 de Novembro de 2011 vai realizar-se uma Feira de Artesanato da Alta de Lisboa, no Condomínio dos Jardins de São Bartolomeu (perto do Parque Oeste) das 10:00 às 20:00 horas. Esta iniciativa parte de várias entidades, da Alta de Lisboa, nomeadamente a Associação de Residentes do Alto do Lumiar.

Projecto ALL Artes

O Projecto ALL ARTES está a começar e tem uma actividade em grande no próximo dia 31 de Julho!!
 
Já conheces este projecto?
É um projecto promovido pela APEAL – Associação de Pais e EE do Alto do Lumiar, ARAL – Ass. Residentes do Alto do Lumiar e AAEAC – Associação de Apoio ao Estudante Africano, e em parceria com a Ass. Moradores da Quinta Grande, destinado a jovens e ligado às artes, para os jovens que já têm conhecimentos e experiência nestas áreas e para os que querem aprender coisas novas.
 
Ao longo do projecto vamos ter actividades ligadas à musica, dança, artes circenses, artes visuais e teatro fórum. As sessões de teatro fórum já começaram, dinamizadas pelo GTO LX e acontecem todas as segundas-feiras, às 19h00 na Escola 34. As restantes áreas artísticas dão o grande pontapé de saída no próximo domingo, dia 31 de Julho, entre as 16h e as 20h no Pátio da Escola 34. Será uma tarde de workshops variados, dinamizados por formadores que são, em grande maioria, da Alta de Lisboa.
Poderás vir experimentar danças africanas, dança hip-hop, danças ciganas, rap, artes circenses e capoeira!
 
Vem conhecer esta iniciativa, divertir-te e passar uma tarde all artes! É já este domingo!

ALL Artes com Teatro Fórum

O Projecto ALL ARTES também vai ter TEATRO FÓRUM pelo GTO LX!!

A formação começa já na próxima segunda, dia 11, às 19h00! Vamos ter um grupo de teatro fórum na Alta de Lisboa! Se queres fazer parte inscreve-te até sexta, dia 8 de Julho, as inscrições são limitadas! divulguem junto de possíveis interessados. Em anexo encontram toda a informação! Vem conhecer o teatro fórum …

Calce os sapatos dos refugiados!

Assinalou-se ontem, 20 de Junho, o Dia Mundial do Refugiado. O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados lançou diversas campanhas de consciencialização sobre este problema mundial. Aqui fica uma delas…imagine que estava no lugar deles!

No ano do 50º aniversário do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), a Assembléia Geral da ONU, com a resolução de 55/76 de 2001, estabeleceu o dia 20 de junho como o Dia Mundial do Refugiado.  

Dez anos depois, em 2011, o 60º aniversário do ACNUR acompanha a celebração do Dia Mundial do Refugiado com uma série de atividades, eventos e campanhas de conscientização – tanto a nível mundial quanto a nível regional e local.

Na América Latina e Espanha, por meio do slogan “Vamos calçar os sapatos dos refugiados e dar o primeiro passo para entender sua situação”, a Agência enfatiza a realidade de refugiados e solicitantes de refíugio tanto nas zonas urbanas quanto nas pequenas comunidades de fronteira, onde lutam para se integrar nas sociedades de acolhida, conseguir emprego e acessar serviços básicos, como saúde e educação. Além disso, eles também sofrem discriminação e xenofobia.

Dessa forma, o convite para “se colocar nos sapatos de um refugiado” também é um chamado para desafiar a intolerância e a indiferença contra pessoas que, para salvar suas vidas, perderam tudo, menos a determinação de recomeçar. 

A campanha “Calce os Sapatos dos Refugiados” faz parte da estratégia de visibilidade e comunicação do ACNUR na região das Américas para promover a tolerância e a integração dos refugiados, constituindo-se, assim, em uma das prioridades da agenda de proteção da organização.

As atividades da campanha “Calce os Sapatos dos Refugiados” fazem parte da agenda de comemorações do ACNUR, que em 2011 celebra os aniversários dos principais instrumentos legais internacionais de garantia dos direitos fundamentais de refugiados, solicitantes de refúgio e apátridas. Neste ano comemoram-se os 60 anos da Convenção Relativa ao Estatuto dos Refugiados de 1951, o 50º aniversário da Convenção para a Redução da Apatridia (1961) e os 150 anos do nascimento de Fridjof Nansen, o primeiro Alto Comissário para Refugiados da Liga das Nações.

Apresentação do livro “Ajudem-me a Estudar”

As psicólogas Bárbara Mourão e Diana Almeida editaram recentemente o livro “Ajudem-me a Estudar” que apresenta uma proposta para desenvolver estratégias de estudo em crianças e jovens, experimentada ao longo dos últimos anos no Espaço Juventude da Junta de Freguesia da Lapa.  A metodologia integra um jogo, recompensas e a interligação com a escola e o desporto.

A ARAL, trabalhando directamente com o meio escolar da Alta de Lisboa, pretende apresentar este livro aos professores, pais e comunidade em geral do território, e neste sentido convidamos a todos a estarem presentes no dia 8 de Junho às 19h na sede da ARAL, na Rua Luís Piçarra nº5B, para a apresentação deste livro e para uma conversa com as psicólogas e professores da Escola EB1 34 e D. José I que irão estar presentes a comentar o livro e as dificuldades do sucesso escolar.

Para mais informações, basta passar pela sede da ARAL ou enviar um e-mail para aralumiar@gmail.com

Esperamos por si!