“Os que os meus olhos já viram…” por uma italiana na Alta de Lisboa

Durante dois meses, recebemos na nossa Associação, uma estagiária italiana, Loretta Alberghina, de Catânia, que colaborou com as nossas actividades. Muito observadora e curiosa com tudo à sua volta… No final do estágio pedimos-lhe que fizesse uma reflexão sobre o que tinha acompanhado aqui na Alta de Lisboa. O resultado é este testemunho que partilhamos e que é bastante interessante, pois é um olhar “diferente” de quem esteve algum tempo e nos “olhou com outro olhos”…

Associação de Residentes do Alto do Lumiar – O que os meus olhos já viram… (Tradução para Português)

Uma ilha feliz para muitas pessoas, jovens e velhos, num subúrbio de Lisboa, que quer nascer e renascer, a partir da educação e consciencialização das novas gerações e dos adultos que participam em fazer algo para melhorar o ambiente em que vivem.

O que os meus olhos já viram. …Pessoas motivadas para mudar as coisas, um bairro como um lar para as crianças, como um recurso para crescer, um bairro onde vivem pessoas de todos os grupos sociais e étnicos, pessoas que acreditam no princípio da cidadania ativa, a fim de mudar as mentes e superar problemas como o tráfico de droga que assola o bairro.

O que os meus olhos já viram. …A busca para a mudança, para promover uma cultura de convivência pacífica e civil, da educação através de arte, música, teatro, desporto e cultura.

O que os meus olhos já viram. … Educação … formal e não-formal…
Escolas e associações que trabalham em conjunto para alcançar o objetivo comum de bem-estar, a protecção das crianças … a escola como um ambiente de crescimento e de segunda casa das crianças.

O que os meus olhos já viram …MISTURA … de pessoas e grupos étnicos. Música, dança, sons diferentes unindo-se num único espectáculo, para demonstrar que a criação de algo juntos, apesar das suas diferenças, é possível.

O que os meus olhos já viram …Já viram … artistas a oferecer o seu talento para a dar oportunidades a jovens de se expressarem através da música e da dança.

Já viram…Escritores que falam para alunos da escola para promover a leitura como ferramenta para um crescimento cultural, pessoal e coletivo.

Já viram… a criação de uma biblioteca que dá hipótese a todos para ter um livro sem ter que comprar.

Já viram … fornecer bicicletas para sensibilizar para uma cultura eco-friendly e dar uma oportunidade àqueles que não a podem ter.

Já viram… educação pelo desporto … para criar um sentido de cooperação e de grupo. O grupo visto como reforço do indivíduo e da sua importância na concretização de objetivos comuns.

ARAL é, não só um ponto de encontro, mas também um ponto de referência para apoiar a resolução de problemas que afetam o bairro, para apoiar aqueles que não sabem a quem recorrer nos momentos de dificuldade.

Meus olhos já viram… outros olhos alegrar com os sucessos e o desejo de continuar a trilhar o caminho marcado nesta parte de Lisboa bonita e brilhante.

Obrigada!

Loretta Alberghina

196369_313699455410927_1626926959_n

 Associazione dei residenti nell’Alto Lumiar – vista con i miei occhi… (Versão Original em Italiano)

Isola felice per tanti, giovani e adulti, in un quartiere periferico di Lisbona che vuole nascere e rinascere partendo dall’educazione delle nuove generazioni e la sensibilizzazione degli adulti nel rendersi partecipe nel migliorare l’ambiente in cui vivere.

Quello che hanno visto i miei occhi… gente motivata a cambiare le cose, il quartiere come casa di tutti, i bambini come risorsa per fare crescere un quartiere  dove  vive gente di ogni etnia e stato sociale. Cittadini che credono nel principio della cittadinanza attiva per mutare le coscienze e sconfiggere il problema del traffico di droga che affligge il quartiere.

Quello che hanno visto i miei occhi …il cercare il cambiamento, e diffondere la cultura della legalita’, per una convivenza pacifica e civile dall’educazione attraverso l’arte, la musica, il teatro, lo sport, la cultura.

… Educazione formale e non formale.

Scuola e associazionismo che lavorano insieme per ottenere il fine comune del benessere collettivo, la tutela dei figli… la scuola come ambiente di crescita e seconda casa dei bambini.

…hanno visto MISTURA di gente ed etnie diverse. Musica, danze, suoni differenti confluire in un unico spettacolo, per dimostrare che creare insieme qualcosa nonostante le differenze, e’ possibile.

…hanno visto, artisti mettere a disposizione il loro talento per dare opportunita’ a giovani del quaritere di esprimersi attraverso la musica e la danza.

… hanno visto scrittori interloquire com studenti delle scuole per la promozione della lettura come strumento di crescita culturale, personale e collettiva.

… hanno visto la realizzazione di una bibliteca per dare la possibilita` a tutti di prendere un libro senza doverlo comprare.

… hanno visto il mettere a disposizione biciclette per la sensibilizzazione a utilizzarle per una cultura ecosostenibile e dare la possibilita´ a chi non ne há una di poterla utilizzare.

… educazione attraverso lo sport  per  creare il senso della cooperazione e del gruppo, il gruppo visto come valorizzazione del singolo individuo e importanza di esso nel raggiungimento degli obiettivi comuni.

ARAL e’ non solo un punto di ritrovo, ma anche un punto di riferimento per la soluzione dei problemi che riguardano il quartiere, per tutti coloro che non saprebbero a chi rivolgersi in situazioni di difficolta`.

I miei occhi hanno visto altri occhi gioire per i successi ottenuti e la voglia di continuare a camminare nel percorso segnato in questa parte della splendida  e luminosa Lisbona.

Grazie !

Loretta Alberghina.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s