Policiamento Comunitário “Alta de Lisboa mais segura”

Desde 21 de Novembro de 2011 a Alta de Lisboa conta com o Policiamento comunitário “Alta de Lisboa mais Segura”, através do patrulhamento numa fase inicial por dois agentes da Polícia Municipal de Lisboa.

O Policiamento Comunitário Alta de Lisboa Mais Segura tem por objectivo contribuir para o bem-estar geral da população da Alta de Lisboa, em articulação com outras organizações que actuam no mesmo território, através de uma intervenção preventiva que contribua para a redução dos comportamentos anti-sociais e para o aumento do sentimento de segurança na população.

 

Para alem do patrulhamento apeado, o Policiamento comunitário desenvolve também actividades dirigidas nomeadamente a grupos mais vulneráveis, como idosos (por exemplo, workshops sobre comportamentos e regras de segurança), jovens (por exemplo, visitas de estudo às instalações da Polícia Municipal, para diminuir a barreira entre os jovens e as instituições policiais) e para as crianças (por exemplo, a visita de agentes da polícia a escolas para debaterem temas como a preservação do espaço público, bullying, entre outros). Através destas actividades, os participantes são envolvidos na reflexão sobre como criar uma comunidade mais segura, assim se procura contribuir para o desenvolvimento de uma cultura de cidadania activa.

Como surgiu?

O projecto “Alta de Lisboa Mais Segura” começou em 2009, através da participação da Polícia Municipal no grupo comunitário GCAL – Grupo Comunitário da Alta de Lisboa. Em 2010 foi criado um grupo de trabalho no GCAL, específico para lidar com questões de segurança – o Grupo de Segurança – constituído pela Polícia Municipal e parceiros do GCAL, com a missão de planeamento da ida para o terreno de uma equipa de policiamento comunitário. No seguimento dos encontros com a população para identificação das principais problemáticas sentidas pela população e zonas críticas no território, este Policiamento procura dar resposta às necessidades identificadas na comunidade.

 

Bairro de Letras aconselha – Verão Quente

Agora que estão a chegar as férias aproveite o seu tempo livre para se dedicar à leitura, desta forma o Bairro de Letras aconselha o livro “Verão Quente” de Domingos Amaral.

Esta é uma história passada no ano de 1975, no auge do Verão Quente, com Portugal à beira de uma guerra civil, Julieta é encontrada inanimada e cega, depois de cair pela escada, na sua casa de família na Arrábida. E, num dos quartos do primeiro andar, são descobertos, já mortos, o seu marido, Miguel, e a sua irmã, Madalena. Seminus e ambos atingidos com duas balas junto ao coração, as suas mortes levam o tribunal a condenar Julieta pelo duplo homicídio. Vinte e oito anos depois, em 2003, a cegueira traumática de Julieta desaparece e ela volta a ver. Começa também a recordar-se de muitos pormenores daquela tarde trágica em que aconteceu o crime, e em conjunto com Redonda, a sua bonita filha, e o narrador da história, vão tentar reconstituir e desvendar o terrível segredo da Arrábida, que destruiu aquela família para sempre. Quem matou Miguel e Madalena e porquê? Será que eles eram mesmo amantes, como a polícia suspeitou? Será que Julieta descobriu a traição infiel do marido e da irmã? Ou será Álvaro, exmarido de Madalena e um dos «Capitães de abril», o mandante daquele crime?

Invista na leitura…

V Feira de Artesanato da Alta de Lisboa – Jardim das Conchas, Lumiar

Nos dias 14/15 de julho, 28/ 29 de julho e 1/2 de setembro  irá decorrer no jardim da Quinta das Conchas,  a V Feira de Artesanato da Alta de Lisboa.

Visite-nos entre as 11h-19h:30 e  verá artesanato  diversificado, criativo, vendido a preços simpáticos e feito por artesãos locais e seniores da comunidade.

Muitas das peças  produzidas são o fruto da troca de saberes e experiências intergeracionais e intrageracionais, enquadrando-se esta iniciativa na ação Artesanato Solidário, do projeto C*3 em Movimento – (Re) Descobrir Redes na Comunidade, cujas entidades promotoras são a AMBC (Associação de Moradores do Bairro de Calvanas), AMBCVL (Associação de Moradores do Bairro da Cruz Vermelha do Lumiar) e CVP (Cruz Vermelha Portuguesa, Delegação de Lisboa) e tem o apoio do Programa da CML – BIP ZIP 2012.

Contamos ainda com a parceria da ARAL (Associação de Residentes do Alto do Lumiar), APEAL (Associação de Pais e EE do Agrupamento do Alto do Lumiar) e a Entre Nós/Clube de Costura.

Visite-nos!

Caso tenha interesse em participar como artesão na V Feira de Artesanato da Alta de Lisboa, a realizar nos dias 14 e 15 de julho, 28 e 29 de julho e 1 e 2 de Setembro, pode enviar-nos um e-mail para artesanatoaltadelisboa@gmail.com.

Contamos consigo!