Grupo da Toxicodependência: uma reflexão sobre a Alta de Lisboa

A ARAL participou, ontem, em mais uma reunião do Grupo da Toxicodependência da Comissão Social de Freguesia do Lumiar, um grupo de reflexão e debate sobre esta problemática na Alta de Lisboa, no qual estiveram presentes o Centro Social da Musgueira, o K’Cidade, a Associação de Moradores do Bairro da Cruz Vermelha do Lumiar, o ISU, a APEAL, a PSP, a Polícia Municipal, a Câmara Municipal de Lisboa, o Desafio Jovem, a associação Novos Rostos, Novos desafios, entre outros.

Estiveram presentes vários intervenientes do território que lidam directa ou indirectamente com a problemática, consistindo a reunião numa análise da toxicodependência no território e num momento de partilha do trabalho que tem vindo a ser realizado pelas instituições que actuam directa e indirectamente nesta área.

Concluiu-se que o Bairro da Cruz Vermelha, do Lumiar, é um dos locais da cidade de Lisboa com maior número de toxicodependentes e traficantes de droga. Constatou-se igualmente que se assiste em toda a cidade de Lisboa a um fenómeno migratório dos toxicodependentes, provocado pela demolição de edifícios devolutos.

As organizações públicas e privadas que actuam no território, têm realizado grandes esforços, nomeadamente, as que desenvolvem um trabalho directo sob a problemática, a nível da redução de riscos e minimização de danos (ex. troca de seringas), bem como no que toca ao apoio desta população específica (cuidados de saúde e alimentação), considerando-se a lacuna mais evidente a inexistência de prevenção primária com as crianças, no sentido de as  fazer compreender o perigo dos consumos ilícitos, para evitar que, futuramente, os pratiquem.

Trata-se de uma problemática bastante evidente na Alta de Lisboa. É uma grande preocupação tanto da população que aqui reside como de todas as organizações que aqui desenvolvem trabalho, não sendo de todo esquecida a necessidade de a trabalhar para melhorar a qualidade de vida de todos.

Este grupo continuará a reflectir sobre o tema, a encontrar-se e a estudar uma forma de intervenção ao nível da prevenção primária, pelo que daremos notícias brevemente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s